Venha Conhecer as Investigadoras do C2TN - Helena Casimiro

sexta-feira, março 16, 2018


A pretexto do Dia Internacional da Mulher, que se comemora a 8 de Março, o C2TN celebra as suas mulheres cientistas que se afirmam e destacam pela excelência do seu trabalho e pelo impacto do mesmo. Ao longo deste mês publicaremos o perfil de 6 investigadoras do C2TN.Esteja atento! Deixamo-vos hoje com a nossa próxima investigadora, Helena Casimiro.





 
Maria Helena Casimiro licenciou-se em Química Tecnológica pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa em 1997.  Doutorou-se em Química em 2008 pela Universidade de Lisboa e é investigadora no Grupo de Radiações, Elementos e Isótopos do C2TN-IST. Actualmente, o principal foco do seu trabalho são os materiais macromoleculares para diversas aplicações. 


O meu percurso no C2TN iniciou-se num já longínquo 1997 (quando ainda era ITN) com a realização do estágio profissionalizante da licenciatura em Química Tecnológica. 

Já nessa altura, o que me fez escolher o estágio no ITN foi o poder trabalhar com materiais poliméricos. Estes materiais, que desde cedo despertaram a minha curiosidade, são moléculas de grandes dimensões, constituídas por unidades estruturais mais pequenas que se repetem ao longo da molécula. Uma abordagem muito simples será pensar nestes materiais como sendo um comboio constituído por inúmeras carruagens. Assim, e dada a diversidade de tamanho, tipo e origem que estas “carruagens” repetitivas podem ter, a aplicabilidade destes materiais é muitíssimo vasta e isso é fascinante! Mais ainda, estando inserida num Campus Tecnológico e Nuclear, imaginem como é desafiante poder desenvolver novos materiais com propriedades distintas e muito específicas, e onde se pode utilizar radiação gama como tecnologia alternativa aos tradicionais métodos químicos de síntese! O facto de ser uma radiação muito energética permite que a reacção ocorra à temperatura ambiente, sem recurso a iniciadores químicos, minimizando o uso de solventes e posteriores operações de purificação. 

Ao longo dos anos o meu trabalho tem sido essencialmente vocacionado para o desenvolvimento de materiais macromoleculares por técnicas de radiação ionizante para aplicações biomédicas (e.g. sistemas de libertação de fármacos, substitutos de pele, etc). No entanto, um pós-doc na Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa permitiu-me dirigir o trabalho para uma outra área de aplicação: a catálise. Aí o meu trabalho focou-se essencialmente no desenvolvimento/optimização de membranas catalíticas poliméricas, i.e. membranas compostas por polímeros com actividade catalítica ou membranas poliméricas com um catalisador incorporado, para utilização na produção de biodiesel e de compostos de acrescido valor comercial como aromas e percursores para a indústria farmacêutica. De há algum tempo para cá encontro-me ainda envolvida no desenvolvimento de materiais macromoleculares para conservação e preservação de artefactos de património cultural, em particular mosaicos romanos e papel.

O que sempre me motivou foi a curiosidade, a sensação de descoberta e o poder contribuir para a resolução de problemas que nos rodeiam. Partilhar este entusiasmo e motivar outros a procurá-lo é igualmente fascinante. Relativamente a metas a alcançar adoraria desenvolver uma “pele sintética” realmente eficaz e tornar o tratamento de queimados menos doloroso e mais eficiente. 

Da autoria de Helena Casimiro







Maria Helena Casimiro graduated in Technological Chemistry from the Faculty of Science of University of Lisbon in 1997. In 2008, she obtained her PhD in Chemistry from University of Lisbon and is nowadays a researcher in the Radiation, Elements and Isotopes Group at C2TN-IST. The focus of her current work is macromolecular materials for different applications. 


My journey at C2TN has begun a long time ago, in the year of 1997 (when C2TN was still ITN), with the completion of a professional training for my degree in Technological Chemistry.

Already back then, what drove me to choose an internship in ITN over someplace else, was the fact that I could work with polymeric materials. These materials, which from the very beginning had my attention, are molecules of big dimensions composed of smaller structural units that repeat themselves along the molecule. A simple way of picturing these materials is to think of them as trains constituted by innumerous carriages. So, and given the different options of size, type and origin that the repeating “carriages” can have, the applicability of these materials is huge and that is fascinating! On top of this, because I work in the Campus Tecnológico e Nuclear (Nuclear and Technological Campus), you can imagine how thrilling it is to be able to develop new materials with properties which are very distinct and very specific, and where we can use gamma radiation as an alternative technology to the traditional methods of chemical synthesis. By being a very energetic radiation, this technology allows the reaction to occur at room temperature in the absence of chemical initiators and to minimize the use of solvents and subsequent purification reactions.

Throughout the years, my work has been devoted mainly to the development of macromolecular materials by ionizing radiation techniques for medical applications (e.g. drug release systems, skin scaffolds, etc). However,  a post-graduation done at the Faculdade de Ciências e Tecnologia of the Universidade Nova de Lisboa allowed me to work in a different area of application: catalysis.  In this case, my work has mainly been on the development/optimization of polymeric catalytic membranes, i.e., membranes composed of polymers with catalytic activity or polymeric membranes with a catalyst incorporated. These are meant to be used in the production of biodiesel and of value added compounds such as food aromas and precursors for pharmaceutical industry. For a while now, I have also been involved in the development of macromolecular materials for the conservation and preservation of cultural heritage artefacts mainly roman mosaics and paper.

What has always motivated me was curiosity, the feeling of discovery and the ability to contribute to the solution of identified problems in our everyday lives. To be able to share this enthusiasm with others and motivate them to search for this enthusiasm is also fascinating. Finally, regarding goals to reach in the future, I would love to develop a “synthetic skin” which is actually effective and capable of making the treatment of burning victims less painful and more efficient.
 

Authored by Helena Casimiro.


You Might Also Like

0 comentários

Subscribe